Blog

TEDxPorto Alegre

Postado em 13 de novembro de 2010 | Por: | Categorias: Blog,Destaque 2,Novidades | Nenhum Comentário

 

Vive-se em um mundo cada vez mais concretado, informatizado, com muros e asfalto e cada vez menos espaço para a biologia. É um desafio moderno, sem dúvida, mas não sem solução. Criador das ecovilas no RS, o arquiteto Otávio Urquiza, em uma apresentação no TEDxPortoAlegre, visivelmente tímido, defendeu o que acredita: a ecologia gera interdependência e inovação.

Para ele, é necessário “biologizar” a vida novamente, torná-la mais orgânica e mais solidária. A soliedaridade, para o palestrante, tem muito pouco a ver com o conceito cristão, por exemplo, e está mais relacionada aqui com a área biológica. Para ele, cultivar grama, ter um cão ou criar um gato são passos muito pequenos e bastante individuais para a biologia. Urquiza propõe que espécies se solidarizem e compartilhem o mesmo espaço.

Para isso, exemplificando com seu projeto de ecovilas, ele falou da importância do retratamento da água utilizada nas casas e da devolução ao subssolo, do uso de telhados vivos com plantas que não sejam uma monocultura, da criação de diversos animais em um mesmo local, como peixes e pássaros, e de utilizar, por exemplo, cobertura vegetal para carros.

Para Urquiza, a geração de uma memória biológica é imprescindível para o desenvolvimento sustentável. “Um povo sem memória não é capaz de reconhecer o seu presente e nem imaginar o o seu futuro”, encerrou.

TED e TEDx
O TED surgiu em 1984, na Califórnia – inspirado pelo arquiteto e designer gráfico Richard Saul Wurman, para quem a fusão das três disciplinas (Tecnologia, Entretenimento e Design) ajudava a dar forma ao mundo e impulsionava suas mudanças – como uma conferência anual de quatro dias reunindo ativistas, artistas, políticos e realizadores para dividir novas ideias, em palestras de no máximo 18 minutos. Em sua primeira edição, o TED demonstrou o novo computador Macintosh, a Sony apresentou o CD e o guru da inteligência artificial Marvin Minksy desenvolveu um novo e poderoso modelo da mente. Mas o sucesso não foi o esperado, e apenas seis anos depois se realizou a segunda edição. A partir daí o TED não parou mais, inclusive de crescer, gerando eventos semelhantes, embora autônomos, em diversos lugares do mundo. São os TEDx, com o mesmo espírito e formato, em palestras curtas para expor teorias, experiências e pensamentos que possam inspirar um mundo melhor. O “x” marca a independência do evento. No Brasil, já houve edições do TEDx em São Paulo, no Rio de Janeiro e na Amazônia.

 

Por: RAFAEL MAIA

Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/noticias/0,,OI4790125-EI12884,00-No+TEDxPortoAlegre+arquiteto+propoe+biologizar+a+vida.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *